E agora a pergunta é: Como ser um profissional registrado na Fotografia?

Quando começar a atuar com a fotografia, você precisará se regularizar, para poder emitir nota fiscal e de fato viver da Fotografia. Neste momento, o MEI – Microempreendedor Individual, é uma ótima opção.Credito-para-o-Microempreendedor-Individual-01

O MEI foi criado há pouco tempo exatamente para apoiar profissionais liberais. É um registro feito no nome de uma única pessoa – não pode ter sócios.

Para fazer um registro de MEI você não precisará de um contador, o processo é fácil e você poderá fazer sozinho, evitando as taxas mensais dos contadores. Você pagará mensalmente o valor de cerca de R$ 41,20 (categoria prestador de serviços). Esse valor não varia de acordo com o faturamento, ele é fixo.

 

No MEI você poderá ter um funcionário com carteira assinada, você terá direito a fotoaposentadoria, e ficará isento de tributos federais. Ah! O detalhe é que no MEI seu faturamento poderá ser de no máximo R$ 60 mil por ano, se passar disso, você deverá se
registrar como Simples nacional.

 

Para buscar informações detalhadas, acesse www.portaldoempreendedor.gov.br. Nele há informações de como se formalizar e fazer o CNPJ.

Ter uma empresa registrada como MEI gera credibilidade para seu nome, lhe possibilita trabalhar para empresas, emitir notas fiscais e ter direto a aposentadoria. Enfim, você será um profissional legal, pronto pra crescer.

Vamos em frente?

aline
Um abraço!
Aline Tonini – Instrutora de Fotografia Pro para Iniciantes

Share: